amigos palpiteiros, palpite, Ponderações, ponderando os palpites

Dosando os palpites…

Ouvi dia desses de uma amiga: “não dou mais palpite na vida de ninguém, pois não muda minha vida”. Concordei na hora, mas depois fiquei pensando porque o assunto é muito complexo e é duro ser taxativa. Eu que sou palpiteira desde que nasci sei o quanto isso é difícil, mas tenho tentado frear cada dia mais esse impulso. Acredito que existe opinião que pode ser considerada uma obrigação moral, principalmente entre amigos, pois você não pode ver quem você gosta indo rumo ao abismo e omitir o que pensa. Mas é o máximo que se pode fazer, uma conversa franca à sós, olho no olho e ponto! Feito isso só vale acompanhar de boca fechada e se sua previsão estiver certa prepare o ombro e seja só ouvidos… Minha amiga que jurou não palpitar na vida de ninguém, deve manter sua jura por mais duas semanas….


Acho que você gostaria de ler também...

6 Comments

  1. Anonymous

    15/10/2012 at 22:55

    talvez a palavra palpite tenha uma conotação pejorativa……

    1. Senhorita Holly

      16/10/2012 at 00:37

      será? talvez, mas não custa dosar, né? 😉

  2. Anonymous

    16/10/2012 at 15:06

    palpitar demonstra interesse pelo outro? ou é se intrometer? dosar significa saber a diferença?

    1. Senhorita Holly

      16/10/2012 at 22:42

      acho que quando se trata de quem gostamos o “palpite” é interesse, preocupação…Dosar é falar e saber parar de falar! 😉

  3. Vanda

    16/10/2012 at 16:00

    Palpite é mais sutil, pode sim, o que é proibido é meter o bico na vida dos outros com inveja e ironia.

    1. Senhorita Holly

      16/10/2012 at 22:43

      pode ser srta Vanda, palpite com sutileza! :-)

Deixe seu comentário