Yearly Archives:

2013

Mais uma dança

  Ponderações, Sem categoria

Mais uma dança

Neste segundo que escrevo aqui o mundo tem 7.197.428.079 de pessoas e você só precisa de uma única pessoa para dançar. Com certeza já experimentou danças terríveis, descompassadas, deselegantes, atrevidas, em um ritmo tão diferente do seu que seria quase impossível descrever, mas a questão é quem nem sempre será assim, acredite. Quando você menos espera alguém subitamente lhe convida a mais uma dança. Com o pé ainda um pouco dolorido dos últimos pisões e a lembrança  fresca da falta de sincronia dos últimos pares, você pensa em recusar, mas pense bem,  ...
Você está viva

  Ponderações

Você está viva

Seu sorriso grande, espaçoso, escancarado havia sumido já há alguns dias. O bom dia dito em idiomas diferentes tinha dado lugar a um cumprimento educado e contido pelas manhãs. O problema de ser falante e espalhafatosa é que em momentos de introspecção o silêncio chama mais atenção do que ensaio de fanfarra em avenida de cidade do interior. As pessoas olham para aquele ser ensimesmado com o canto de olho e com um ar que mescla curiosidade a pena. Na verdade eram tantas as dúvidas e opiniões confusas, que ela nem mesmo formulava as ideias, simplesmente  ...
Eu sinto muito

  Ponderações, Sem categoria

Eu sinto muito

Sinto muito que você tenha chegado justo agora. Justo agora que tudo está tão bagunçado. Justo agora que estou tão cansada em meio a uma faxina, uma faxina que covardemente demorei tanto tempo a começar. Sinto muito que você tenha aparecido nesse momento, justamente quando tomei coragem de jogar fora coisas que não me servem mais, coisas que me machucaram, coisas que não quero que ocupem mais espaço na minha vida. Já enchi uma mala com toda a mágoa que encontrei por aqui, muita culpa, medos, inseguranças, orgulho ferido, mas ainda é preciso raspar a  ...
Uma tarde de filmes por terapia

  Ponderações, Sem categoria

Uma tarde de filmes por terapia

Sempre digo que comédias românticas são um ótimo remédio para tristeza, desanimo ou calundu, é batata!!! Tristeza não pode, nem deve ser ignorada porque senão demora mais a passar, uma boa receita é pijama, comidinhas e uma pilha desses filmes que te fazem chorar até desopilar o fígado, depois sorrir e ficar com uma pontinha de esperança de que as coisas vão melhorar. Aqui vai uma listinha com alguns títulos que estão sempre a mão aqui em casa: O Amor Não Tira Férias – Duas mulheres com problemas amorosos trocam de casa e país para passarem o  ...