Ponderações

Romance inventado

Já disseram que é preciso tomar cuidado com a carência, pois ela faz a gente achar amor onde não existe. Acredite, não precisa nem mesmo ser uma grande carência, só uma carenciazinha pequenininha já pode colocar você numa grande enrascada.

Você está ali, sozinho, se sentindo pronto para viver a história de amor da sua vida e aí, como que por encanto, aparece alguém que se encaixa perfeitamente em suas expectativas…ok nem tão perfeitamente assim, mas você enfia ela alí.

O tempo vai passando e cada dia mais você tem de se esforçar para que aquela pessoa se encaixe nos seus sonhos, nos seus planos. Releva uma coisinha aqui, fecha os olhos para outra bobagenzinha ali, engole um sapo, mais um, mais um…

Um dia, inevitavelmente, você se dá conta que não está feliz. Mas e aí? O que fazer com aquela história que você criou, com toda energia que você gastou, com todo tempo que você dedicou? Como dizer para si mesmo que nada daquilo existiu, do jeito que você imaginou?

A resposta certa eu não sei, e acho que ninguém sabe, mas o mais provável é que continuar insistindo no romance inventado só fará com que haja mais perda de tempo, energia, fé e oportunidade – pois enquanto insiste nessa história inventada pode estar deixando passar aquela que, talvez, será a grande história da sua vida.

Acho que você gostaria de ler também...

Deixe seu comentário