Ponderações

Sem mais porquês.

Quarenta anos vividos na mais absoluta ânsia de aprender, de saber, de entender…Ela leu, estudou, perguntou, questionou, duvidou. Por vezes ela se cansou, sentou um pouco para descansar, mas não se deixou desanimar, respirava fundo, olhava para o tamanho desse mundão e pensava; “tem de haver resposta para tudo por aí” e seguia adiante. Não aceitava porque sim, ou porque não e no meio do caminho encontrou todo tipo de gente. Houve quem a taxasse de louca, perguntadeira, gente que simplesmente não a entendia e torcia o nariz, gente que  ...