Ponderações, Sem categoria

E quando formos nós os personagens?

Já ouviu falar na série de TV chamada Downton Abbey? Se você gosta de séries de TVs e ainda não assistiu precisa ver, ela é um sucesso e há motivos para isso, é bem feita, o cenário é lindíssimo as tramas são ótimas. A série, britânica, se passa no século XX e começa exatamente no dia do naufrágio do Titanic – sim há algo que liga os personagens ao trágico evento. Downton Abbey nos mostra a vida de uma família aristocrática no século passado e dos criados que os servem.

Aqui não vai ter nenhum spoiler, eu juro, mas é que no último final de semana emendei vários episódios da 4 temporada (ela já está na 6 e última temporada) e me peguei cho-ca-da com uma cena onde o mordomo destila seu típico pré-conceito, eu acho ele o personagem mais conservador da série toda, suas frases são verdadeiras pérolas, mas não pense que o mordomo é o culpado, Downton Abbey é o retrato de uma época e seus costumes.

Quando desliguei a TV fiquei pensando que o que choca na verdade é ver o quão pouco tempo faz que uma mulher não podia fazer absolutamente nada, que os casais não podiam se separar de jeito nenhum, que um homossexual podia ser preso, diferença de raças, nacionalidade ou classes sociais impediam um relacionamento, um artista não era considerado digno de sentar a mesa com uma família “decente”e por aí vai, uma lista enorme.

Fiquei repassando pela cabeça as cenas que havia visto e não pude deixar de pensar nos conceitos e pré-conceitos de hoje. Triste pensar que com tanta modernidade quase todas essas questões se arrastaram de um século a outro e ainda tem gente pensando na sexualidade dos outros – e discutindo se é certo ou errado, tem gente mantendo relacionamento por aparência, tem gente se preocupando com cor da pele do outro, tem gente julgando e condenando a religião que não é a sua, tem gente vivendo em função de grifes, nomes, sobrenomes…

Fiquei imaginando o que pensaria um homem que vivia em 1912, se soubesse que anos mais tarde seus comportamentos seriam exibidos num programa de TV por quase todo o planeta (ok, sem pensar na dificuldade de explicar essa complexidade tecnológica – eles se espantavam com o telefone ou com uma batedeira de bolos) e aí me vem outro pensamento imediatamente: como seremos retratados daqui 100 anos? Chocaremos? Divertiremos? Envergonharemos? Você já pensou nisso? Eu tenho pensado e isso me dá um certo medo…porque desconfio que nós ainda estamos muito démodé.

P.S. apesar de ainda estar terminando a 4 temporada, não resisti a curiosidade e, ontem  a noite, assisti o primeiro episódio da 6 temporada, que passou na GNT,  está sensacional!!!! :-)

Ana Paula Z Feitosa

clooney21f-3-web

Acho que você gostaria de ler também...

Deixe seu comentário